Guerra Fiscal

O noticiário econômico tem colocado ênfase na chamada Guerra Fiscal. Os argumentos trazidos a público pelos principais Secretários de Fazenda defendem os patamares de arrecadação correntes e consideram sua perda para terceiros um “saque”. Já os Secretários de Fazenda com pequenas arrecadações trabalham ativamente para aumentar seu bolo e criar melhores condições de serviços públicos em seus domínios. Não enxergam isto como um “saque”, mas sim como solução para problemas reais e utilizam intensivamente incentivos que motivem o capital a migrar para suas regiões.  Isto não é necessariamente deletério nem prejudicial ao país como um todo, pois preços de produtos beneficiados por incentivos são menores, beneficiando o cidadão contribuinte. É claro que se um Estado ganha, outros perdem, mas todos querem o melhor para seus contribuintes e cidadãos. A falha está em não se encontrar equilíbrio e sincronismo nas ações de ambos e na dificuldade de negociar mudanças fundamentais de curto prazo e grande alcance. O Brasil está buscando um novo nível de desenvolvimento que permita a qualquer cidadão do País dispor de serviços públicos eficientes e dignos. Não é uma questão de quantidade de dinheiro. É uma questão de isonomia. O volume arrecadado é razoável e aumento de arrecadação não deveria ser um indicador de desempenho tão valorizado. Os contribuintes têm limites. Leia o artigo Guerra Fiscal? Então Vamos à Guerra! seguindo o link http://www.revistamercadoautomotivo.com.br/Guerra-fiscal/28/r/.

Sobre José Carlos Guarino

José Carlos Guarino é sócio da empresa Qwert Evolutional Informática e Participações Ltda. (1991) e atua como Consultor de Gestão de Empresas, especialmente em organização administrativo-financeira com implantação de Sistemas Integrados de Gestão, atendendo empresas nacionais e internacionais. É palestrante, especializado em Controle Fiscal (Radar Fiscal) e Substituição Tributária no mercado atacadista, e articulista da Revista Mercado Automotivo nos temas acima. Autor do livro ‘Sistemas Integrados de Gestão – Desafio à Competência’. Bacharel em Ciências Contábeis pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, pós graduado em Controladoria pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e MBA-Executivo em Finanças pelo INSPER-São Paulo (Ex Ibmec), freqüentou diversos cursos e treinamentos relacionados com administração e gestão de empresas no Brasil e exterior (Estados Unidos, Espanha, Itália e Alemanha). Foi Diretor Financeiro das empresas Delta Metal Ltda. (Delta Group, PLC) e Health de São Paulo – Assistência Médica Ltda. Foi Controller na Esselte-Meto Brasil (Esselte-Pendaflex Group), Fundação Padre Anchieta – Centro Paulista de Rádio e TV Educativas, de São Paulo e Gerente Administrativo da Rolamentos CBR Ltda (SKF do Brasil). Foi Auditor Interno da SKF Rolamentos Ltda. e professor de Auditoria na Universidade São Judas Tadeu, de São Paulo.
Esta entrada foi publicada em Apresentação. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.